quinta-feira, novembro 29, 2007

Agenda








01
Futebol
FC Porto - Canelas
Camp. Distrital (sub-11)
Campo Leverense
09:00
-
01
Futebol
Penafiel - FC Porto
Camp. Distrital (sub-11)
Campo do Penafiel
09:45
-
01
Futebol
FC Porto - Progresso
Camp. Distrital (sub-11)
CTFD Porto Gaia
10:00
-
01
Futebol
FC Porto - Maia
Camp. Distrital (sub-11)
Campo do Leverense
10:15
-
-
01
Futebol
FC Porto - Perafita
Camp. Distrital (sub-13)
CTFD Porto Gaia
14:15
-
01
Futebol
Candal - FC Porto
Camp. Nacional (juniores A)
Estádio Rei Ramiro
15:00
-
01
Futebol
Abambres - FC Porto
Camp. Nacional (sub 15)
Campo D. Mª Lurdes Amaral
15:00
-
01
Futebol
Bougadense - FC Porto
Camp. Distrital (sub-13)
Campo Bougadense
15:00
-
01
Futebol
FC Porto - S:Hora
Camp. Distrital 1ª divisão (sub 13)
CTFD Porto Gaia
16:00
-
02
Futebol
Naval - FC Porto
Camp. Nacional (Sub-17)
Est. Bento Pessoa
09:00
-
02
Futebol
FC Porto - Leça do Balio
Camp. Distrital (Sub-14)
CTFD PortoGaia
10:00
-
02
Futebol
Padroense - Boavista
Camp. Nacional (Sub-16)
Campo Padroense
11:00
-
02
Futebol
Coimbrões - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-14)
Campo Coimbrões
11:00






in site oficial do FC PORTO

Sub-19



A Selecção Nacional Sub-19 ficou esta quinta-feira a conhecer os adversários que vai enfrentar na Ronda de Elite para o Campeonato da Europa da categoria.
Hungria, Lituânia e Chipre, juntamente com Portugal, vão disputar o acesso à fase final do Europeu de 2008, que se disputa de 14 a 26 de Julho do próximo ano, na República Checa, ditou o sorteio realizado na tarde desta quinta-feira, em Cannes, França.
Em declarações ao Portal do Futebol, Agostinho Oliveira, Seleccionador Nacional dos Juniores, afirmou que "este sorteio é-nos favorável quando comparado, por exemplo, com os adversários da Selecção Nacional Sub-17. No entanto, como eu costumo dizer, nós é que temos que tornar os jogos fáceis, dependendo somento das nossas capacidades. Todos os adversários merecem o nosso respeito e vamos enfrentar este desafio com seriedade e ambição, de forma a podermos ultrapassar mais este obstáculo e estar presentes em mais uma fase final de um Campeonato da Europa.
A Hungria vai acolher esta etapa da Ronda de Elite, cujos jogos vão ter lugar entre 19 e 21 de Maio de 2008. Só o primeiro classificado tem acesso à fase final do Europeu.
in site oficial da FPF

quarta-feira, novembro 28, 2007

Liga Intercalar





"Arranque promissor dos Dragões na Liga Intercalar
Dois golos de Adriano e um de Rui Pedro valeram ao F.C. Porto um triunfo por 3-1 sobre o Trofense no desafio da primeira jornada do Campeonato de Inverno da Liga Intercalar, que se realizou esta quarta-feira, no estádio do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, onde mais de dois mil adeptos festejaram o bom arranque dos Dragões na competição.
A actuar de início com oito jogadores da equipa principal e com os juniores Eridson, André Pinto e André André, o F.C. Porto dominou por completo a primeira metade do encontro, que ficou assinalada por um golo de Adriano, aos 19 minutos, após cruzamento na esquerda, e por outro de Rui Pedro, aos 23, que aproveitou com mestria uma assistência fantástica de André André.
FICHA DE JOGO
Liga Intercalar 2007/081ª jornada do Campeonato de Inverno (28 de Novembro de 2007)
Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, em Vila Nova de Gaia
Árbitro: Ivan VigárioÁrbitros Assistentes: Paulo Nogueira e Tiago Costa4º Árbitro: Jorge Alves
F.C. Porto: Ventura; Eridson, João Paulo «cap.», André Pinto e Lino; Castro, Leandro Lima e André André; Rui Pedro, Adriano e Edgar

Substituições: Edgar por Tengarrinha (72m) e André André por Graça (89m)

Não utilizados: Ruca, Marco Aurélio e Caetano

Treinador: Rui Barros
Trofense: Vítor «cap.»; Bessa, Milton do Ó, Valdomiro e Fernando Dinis; Kazeem, Rui Borges II e Kika; Vítor Hugo, Cascavel e Marcos AntónioSubstituições: Dinis por Idalécio (45m); Marcos António por Reguila (45m); Vítor Hugo por Maia (52m) e Kika por Ribeiro (78m) Não utilizados: Paulo Lopes, Marco e Pedro SilvaTreinador: António Conceição
Ao intervalo: 2-0Marcadores: Adriano (19m e 86m), Rui Pedro (23m) e Cascavel (56m)Disciplina: cartão amarelo a Idalécio (69m)"

in site oficial do FC PORTO

Sub-17: Ronda de Elite



A Selecção Nacional Sub-17 conheceu , em Cannes (França), os adversários da Ronda de Elite de qualificação para o Campeonato da Europa da categoria que irá decorrer na Turquia, entre 4 e 16 de Maio de 2008.
Portugal irá defrontar as Selecções:
República da Irlanda (vencedora do grupo 5 – com 9 nove pontos – à frente Dinamarca, Eslovénia e Ucrânia),
Alemanha (vencedora do grupo 6 – com 5 pontos – à frente da Roménia, Suécia e Ilhas Faroé) e Grécia (segunda classificada no grupo 1 – com 4 pontos – atrás da Suíça e à frente do Luxemburgo e do Cazaquistão).
Os Sub-17 lusos disputarão a Ronda de Elite na República da Irlanda a 13, 15 e 18 de Março de 2008.
in site oficial da FPF

Sub-19



Estágio
Selecção Nacional Sub-19 realiza estágio de preparação no Estádio Nacional, nos dias 3 e 4 de Dezembro.
Lista de convocados:

A.D.C.E. Diogo Cão: Mário Palmeira;

Boavista FC: Ricardo Neves e Rui Rainho;

CF Estrela Amadora: Jaló;

CD Nacional: Carlos Pita;

FC Porto: André Pinto, Tengarrinha e Valter Fernandes;

Leixões SC: Arsénio e Cacheira;

Rio Ave FC: Fábio Faria;

SC Braga: Pizzi, Ricardo e Stélvio;

SL Benfica: Carvalhas, Miguel Rosa, Miguel Vítor, Romeu Ribeiro e Ruben Lima;

Sporting CP: Adrien Silva, André Santos, Diogo Rosado, Marco Matias, Wilson Eduardo e Rui Figueiredo;

Vitória SC: Rabiola.

in site oficial da FPF

Sub-16






O Treinador Nacional Edgar Borges revelou a lista de 20 convocados para os encontros particulares frente à Geórgia, em Castro Verde e Beja.
O primeiro jogo, no dia 4 de Dezembro, realiza-se às 15h00, no Estádio Municipal 25 de Abril, em Castro Verde. Dois dias depois, o segundo desafio terá lugar em Beja, no Complexo Desportivo Fernando Mamede, às 11h00.
Lista de convocados:

Académica: Sérgio Marques;

ADR Pasteleira: Cavadas;

Naval 1º Maio: André Grou;

FC Barcelona: Luis Gustavo;

FC Porto: Amorim, Hugo Sousa, Rafael Sousa e Sérgio Oliveira;

Leixões SC: João Beirão;

Padroense FC: Telmo Castanheira e Tiago Silva;

SL Benfica: José Graça, Ruben Pinto e Tiago Ribeiro;

Sporting CP: Afonso Taira, Miguel Serôdio, Peter Caraballo e Rui Coentrão;

Vitória FC: Miguel Lourenço;

Vitória SC: João Amorim.

in site oficial da FPF

Liga Intercalar

O treinador Rui Barros divulgou, os convocados para o primeiro desafio do F.C. Porto na Liga Intercalar, numa lista constituída por 16 jogadores, entre os quais os seniores Adriano, Castro, Edgar, João Paulo, Leandro Lima, Lino, Rui Pedro e Ventura.
O técnico dos Dragões, que vai alternar a orientação da equipa na competição com João Pinto, chamou ainda para esta partida frente ao Trofense os juniores André Pinto, André André, Eridson, Graça, Marco Aurélio, Ruca e Tengarrinha e o juvenil Caetano.
in site oficial do FC PORTO

No JN

Benfica contrata jovem promessa portista
O Benfica anda a prescrutar jogadores para os escalões de formação em clubes nortenhos. Um dos alvos parece ser o F. C. Porto, que se sagrou campeão nacional de Juniores A da 1.ª Divisão e Juniores C na época passada. As águias chegaram já um entendimento com o médio Josué, um júnior dos azuis e brancos que está emprestado ao Candal, clube satélite nas camadas jovens, e deverá rumar ao Seixal no final da época. Pela nova legislação, o clube da Luz terá apenas de pagar aos portistas a taxa de compensação pela formação. O assédio benfiquista estende-se também, a outros jovens talentos portistas e a jogadores de outros clubes. Há duas épocas foram os dragões a ir buscar três promessas aos rivais de Lisboa André Santos e Tengarrinha ao Benfica, e Valter Fernandes ao Sporting.
Mas não são só as águias a andar à caça de talentos. Clubes estrangeiros, como o Chelsea, também têm observadores que acompanham, semanalmente, o futebol jovem português. Susana Silva in JN

segunda-feira, novembro 26, 2007

Resultados

Formação: Resultados deste fim-de-semana

Campeonato Distrital Iniciados – 1ª Divisão
FC Porto 2 – 0 Candal
Campeonato Distrital Iniciados – 2ª Divisão
Foz 1 – 3 FC Porto
Campeonato Distrital Infantis – 1ª Divisão
Progresso 0 – 3 FC Porto
Campeonato Distrital Infantis – 2ª Divisão (S2)
Salgueiros 0 – 3 FC Porto
Campeonato Distrital Infantis - 2ª Divisão (S3)
FC Porto 4 – 0 Gondim Maia
Campeonato Distrital Escolas – Futebol 11
Candal 1 – 5 FC Porto
Campeonato Distrital Escolas – Série 1 (Futebol 7)
Trofense 0 – 7 FC Porto
Campeonato Distrital Escolas – Série 2 (Futebol 7)
FC Porto 13 – 1 Milheirós
Campeonato Distrital Escolas – Série 4 (Futebol 7)
Trofense 3 – 5 FC Porto

in site oficial do FC PORTO

domingo, novembro 25, 2007

Sub-17


FC PORTO 1 - 2 Sanjoanense

"F. C. Porto sofre primeira derrota
OF. C. Porto foi surpreendido, em casa, pela Sanjoanense, sofrendo a primeira derrota no Campeonato Nacional de Juniores B, na 12.ª jornada. Os dragões perderam, por 2-1, mas continuam a liderar a Série B, embora tenham visto o Leixões (segundo) e a Naval (terceiro) .
A Sanjoanense foi ao Olival surpreender o F. C. Porto, vencendo por 2-1. Os dragões entraram melhor, assumiram o controlo e poderiam ter construído um resultado confortável, face às oportunidades criadas. Caetano, aos 16 m, desmarcou-se, entrou na área, deixou o guarda-redes para trás, mas o remate foi travado por Paulo Santos. No minuto 19, Claro e Caetano levaram perigo, mas o primeiro remate foi defendido por Diogo Almeida e o segundo embateu no poste esquerdo. Aos 28 m, numa jogada de combinação com Sérgio Oliveira, Amorim entrou na área e rematou rasteiro para o 1-0. Caetano e Sérgio Oliveira poderiam ter dilatado a contagem, ma s atiraram para defesa do guardião. Em cima do intervalo, e contra a corrente, Renato Oliveira aproveitou uma falha defensiva e, isolado frente a Tiago, atirou certeiro, empatando. Na segunda metade, os dragões transfiguraram-se e foi evidente a falta de rotina de jogo - as mudanças no onze base são uma constante. Os jogadores começaram a errar passes e a perder a bola a meio-campo, sentindo sérias dificuldades em chegar à baliza adversária e em criar perigo. A Sanjoanense aproveitou o desnorte local, subiu no terreno e aumentou a pressão no ataque. Ainda assim, a primeira ocasião pertenceu ao F. C. Porto, com Ramon, isolado, a não acertar na baliza aberta. Quem não desperdiçou foi Renato Oliveira, aos 55 m. O lateral David não segurou a bola na grande área e o número 10 visitante bisou. A partir daí a desorganização atacante dos portistas foi ainda maior e nem as substituições efectuadas por José Guilherme produziram qualquer efeito. Por isso, não foi difícil à equipa de São João da Madeira gerir a vantagem até ao final. Arbitragem regular.
Jogo no Centro de Estágio do Olival, em Gaia. Árbitro Manuel Mota (Braga). Cartão amarelo: Paulo Santos (80+3).
F. C. Porto: Tiago; David, Hugo, Zé Pedro (Pipo, 53) e Pedro Branco; Ramon, Cardoso (Diogo, 67) e Amorim; Sérgio Oliveira, Caetano e Claro (Serginho, 67). Treinador José Guilherme.
Sanjoanense: Diogo Almeida; António Pereira, David Silva, João Couto e Paulo Santos; Pedro Xavier (Daniel Ferreita, 71), Nuno Ramos e Rúben Neves; Rúben Vaz (Rui Correia, 44), Renato Oliveira (Diogo, 77) e Pedro Barros. Treinador Carlos Freitas.
Ao intervalo 1-1. Marcadores Amorim (28) e Renato Oliveira (40 e 55)."
Susana Silva in JN

Sub-16





Feirense 0 - 2 Padroense

"O Feirense perdeu com o Padroense, por 2-0, num jogo que começou por ser equilibrado, mas acabou por revelar um visitante mais objectivo na ofensiva. Para que o desaire fogaceiro fosse um dado adquirido, bastou à equipa não ter convertido em golo as oportunidades surgidas. Assim, os jovens feirenses, acabaram por comprometer a prestação, dando ensejo ao visitante para, com o segundo golo, fruto de uma desatenção colectiva da defesa da casa, consolidar um triunfo que acaba por ser justo . Boa arbitragem.
Jogo no Centro de Estágios do Feirense, em Golfar, em Santa Maria da Feira. Árbitro José Carlos Silva (Braga).
Feirense: Zé Pedro; Dolores, Luís, Paulinho e Paulo Novo; João Ricardo, Jogo (Ruben, 60) e Dany (Vitinha, 50); Carlos, Antony (Bruno, 50) e João Reis. Treinador Francisco Malheiro.
Padroense: João; Xavier, Borges, Gabriel e Joel; Rosas (Abel, 56), Telmo (Costa (70) e Marques; Rui Voluntário e Tiago (Flávio, 65). Treinador Joaquim Silva.
Ao intervalo 0-1. Marcadores Marques (38) e Costa (73)."
Santos Pereira in JN

Sub-15



FC Porto 2 - 2 Gondomar

"Feirense mais isolado na liderança
OFeirense está mais destacado no comando da Série B do Campeonato nacional de Juniores C. Na 12.ª jornada, a equipa de Santa Maria da Feira goleou o Penafiel, por 5-1, e viu os mais directos adversários cederem pontos. O F. C. Porto não conseguiu mais do que uma igualdade a duas bolas com o Gondomar, mas apesar do deslize manteve a segunda posição, embora agora esteja a cinco pontos dos fogaceiros. Mas nem tudo foi mau para os dragões, pois o mais directo adversário, Boavista, também perdeu pontos. F. C. Porto e Gondomar empataram a duas bolas, numa partida bem disputada, mas com poucas oportunidades de golo. Aos 16 m, Tozé abriu o activo, na conversão de um canto directo do lado esquerdo, com a bola a entrar junto ao segundo poste. Até ao intervalo ambos os conjuntos criaram poucas situações de perigo. Logo no início da segunda metade, os gondomarenses empataram , também após canto pela esquerda, com Gil, isolado, a cabecear junto ao segundo poste. Tozé rematou cruzado, com a bola a rasar o poste mais distante e Ribeiro atirou a roçar a barra. Aos 48 m, Alex colocou os dragões de novo em vantagem, numa jogada pela esquerda. A dois minutos do final, André reestabeleceu a igualdade, num lance em tudo idêntico ao primeiro golo portista. Boa arbitragem.
Jogo no Centro de Estádio do Olival (Sintético), em Gaia. Árbitro Pedro Maia (Porto).
F. C. Porto: Igor Rocha; Rúben (Novais, ao intervalo), Tiago Ferreira, André Teixeira e Gil Santos; André Gomes, Fábio (Lupeta, 60) e Tozé; Ribeiro, Zé Pedro e Alex (Vasco, 67). Treinador João Brandão.
Gondomar: Ricardo; Hugo, Gil, Bruno (Pedro Dias, 51) e Serginho; Fredy (Rafa, 51), João Carneiro e Garrido; André, Ricardo Carvalho e Ricardo Silva. Treinador Tiago Silva.
Ao intervalo 1-0. Marcadores Tozé (16), Gil (38), Alex (48) e André (68)."
Susana Silva in JN

sábado, novembro 24, 2007

Sub-19


FC Porto 3 - 0 V. Guimarães
"André Pinto abriu caminho do triunfo
OF. C. Porto bateu o Guimarães, por 3-0, numa partida com poucos pormenores de qualidade. Os dragões controlaram desde cedo o adversários e, embora sem efectuarem uma grande exibição, venceram com toda a justiça, pois foram a equipa que mais se preocupou em jogar bom futebol. André Pinto abriu o activo, aos 38 m, aproveitando um ressalto na área. O central esteve também no segundo tento, já perto do intervalo, ao cabeçear na pequena área. Na tentativa de cortar a bola, Feliz acabou por a introduzir na própria baliza. Na segunda metade, o domínio portista manteve-se, acabando por dilatar a contagem por Miguel Galeão. Boa arbitragem. "
Susana Silva in JN
F.C. Porto é o único clube português num Fórum da UEFA sobre formação

Luís Castro e Urgel Martins vão representar o F.C. Porto na quarta edição do Fórum da UEFA para Técnicos de Formação de Clubes de Elite, que se realiza na próxima terça-feira, 27 de Novembro, em Cannes, onde serão debatidas questões relacionadas com as Academias de Formação dos clubes.
O F.C. Porto foi o único clube português convidado para estar presente em França neste Fórum da UEFA, no qual participarão ainda outros grandes emblemas do futebol europeu, como Bayern Munique, PSV Eindhoven, Inter, Roma, Manchester United e Valência.
in site oficial do FC PORTO

Liga Intercalar

Porto Canal transmite

O Porto Canal assegurou as transmissões televisivas dos jogos da Liga Intercalar. Na assinatura do protocolo estiveram presentes Pais do Amaral, presidente da AF Porto, e Bruno Carvalho, director-geral do referido canal televisivo. Foi possível saber que tanto o Torneio de Inverno como o de Primavera serão alvo do acompanhamento televisivo do Porto Canal, que transmitirá um encontro por jornada, com relato de Gomes Amaro e comentários de Bernardino Barros. A primeira transmissão da Liga Intercalar será o jogo Boavista-Leixões, a 29 de Novembro.

Rui Barros e João Pinto designados treinadores

A equipa do FC Porto que vai participar, a partir da quarta-feira, na Liga Intercalar organizada pela AF Porto será orientada por dois adjuntos de Jesualdo Ferreira, no caso João Pinto e Rui Barros. Os dois ex-jogadores do clube contarão ainda com a colaboração do treinador dos sub-19 portistas, o holandês Patrick Greveaars. A nomeação dos três nomes prende-se com a necessidade de ter uma equipa técnica numerosa a fim de fazer frente a um calendário de jogos que coincide com outras competições. Aliás, já na primeira jornada, a recepção ao Trofense acontecerá no mesmo dia em que equipa principal jogará em Liverpool, para a quinta ronda da Liga dos Campeões, pelo apenas um dos adjuntos de Jesualdo estará no banco do jogo de estreia na Taça Intercalar.Depois da defrontar o Trofense - encontro marcado para o Olival -, actualmente na Liga Vitalis, os portistas jogam uma semana em Guimarães para a segunda jornada de uma competição que será disputada sempre nas tardes de quarta-feira. O objectivo desta prova, que conta com a participação de clubes das associações do Porto e Braga, tem por objectivo oferecer um maior ritmo competitivo a atletas menos utilizados ou a regressar de lesões, para além de possibilitar a afirmação de jovens valores saídos dos escalões de formação do clube. É neste último aspecto que o trabalho de Patrick Greveaars ganhará uma relevância especial, já que será o treinador holandês - chegou esta época ao clube - a fazer a ligação entre os mais jovens e os seniores, assim como a gestão dos jogadores de sub-19, que participam, ao mesmo tempo, no campeonato da respectiva categoria.
A Liga Intercalar engloba dois campeonatos, um de Inverno (1ª volta) e outro de Primavera (2ª volta), sendo que os dois primeiros classificados de cada volta apurar-se-ão para as meias-finais, a disputar a duas mãos. A final será realizada em campo neutro no dia 30 de Abril.
in o JOGO

sexta-feira, novembro 23, 2007

Liga Intercalar

"Transmissão televisiva de um jogo por jornada"
Quais são os objectivos desta Liga Intercalar?
Existem várias oportunidades no mundo do futebol e uma grande necessidade de rentabilizar jogadores e outros activos dos clubes. Por isso, encontramos esta plataforma inovadora para que os clubes tenham uma competição semanal que lhes permita testar novos modelos tácticos, dar tempo a jogadores que venham de lesão e testar atletas juniores.
É uma prova financeiramente viável?
Em primeiro lugar, o grande sentido desta competição é fomentar o futebol na sua essência. Numa altura em que se discute a forma de chamar pessoas aos estádios, os adeptos vão ter acesso a mais "um" jogo a baixo custo e, assim, ficam sem desculpa para não irem aos recintos desportivos. Julgo que os jovens e os reformados são os grandes destinatários desta prova.
Não teme que a Liga Intercalar contribua para a sobrecarga de jogos?
Nem pensar. É óbvio, e natural, que os clubes e os treinadores entrem sempre para ganhar, mas julgo que vão encarar esta competição no seu sentido mais benéfico. Vão poder observar em acção atletas jovens que de outra forma não teriam essa oportunidade tão facilmente. Além disso, é um excelente palco para dar as primeiras oportunidades aos jogadores estrangeiros, que, assim, vão poder fazer uma adaptação mais rápida ao futebol português.
Quais são os grandes objectivos?
Este é um modelo competitivo pouco habitual - diria mesmo inovador - e se, no final da época, os clubes e os adeptos ficarem satisfeitos com a qualidade dos jogos e da organização, a nossa tarefa estará cumprida na perfeição. O objectivo, neste momento, é crescer a alargar este projecto mesmo em termos geográficos.
Que tipo de cobertura televisiva vai ser feita da Liga Intercalar?
Já temos garantida a transmissão, em directo, de um encontro por jornada. Além disso, ao final do dia, em prime-time, os adeptos vão ter a oportunidade de ver resumos de todos os encontros da jornada. Neste momento, ainda não podemos revelar o canal que será responsável por essa cobertura, mas é certo que terá, também, um carácter regional.

in JN
Promessas e inovações na Liga Intercalar

A Liga Intercalar, a nova prova de futebol nascida sob a égide da Associação de Futebol do Porto, arranca no próximo dia 28, quarta-feira. São muitas as novidades desta prova, essencialmente destinada aos jogadores menos utilizados dos plantéis e atletas jovens, da qual farão parte Boavista, Braga, F. C. Porto, Leixões e Guimarães (Liga), Aves, Gondomar, Penafiel, Trofense e Varzim (Liga de Honra). A grande inovação da Liga Intercalar prende-se com o formato a prova será divida em dois campeonatos (de Inverno e de Primavera) que, no fundo, funcionam como as duas voltas de uma qualquer competição por jornadas. Os dois primeiros classificados de cada um desses campeonatos apuram-se para as meias-finais (a uma mão em campo neutro) e a final será jogada no dia 23 de Abril. Na eventualidade de um mesmo clube garantir a presença nas meias-finais no Campeonato de Inverno e também no de Primavera, a vaga será ocupada pela equipa que conquistar mais pontos no somatório das duas rondas. Com vista a privilegiar o futebol de ataque, as duas associações optaram por um sistema de pontuação diferente do habitual. Assim, a vitória continua a valer três pontos, mas os empates com golos passam a valer dois e apenas os encontros que terminem a zero valerão o ponto habitual. Os jogos terão lugar às quartas-feiras, sempre à tarde, e no decorrer dos mesmos os adeptos poderão verificar outra das inovações. Além das três substituições habituais, os treinadores poderão fazer mais duas durante o intervalo, numa opção que vai ao encontro de um dos grandes objectivos da Liga Intercalar dar minutos de competição aos atletas menos utilizados - cada equipa terá de apresentar um mínimo de sete jogadores com contrato profissional, com as restantes vagas a estarem reservadas a jogadores juniores. Os bilhetes para os jogos também têm regras bem definidas: as partidas terão entrada livre, embora os clubes da casa possam emitir bilhetes com um preço máximo de cinco euros.

Miguel Pataco in JN

Liga Intercalar

Patrick Greveraars treina F. C. Porto

A Liga Intercalar não é apenas uma oportunidade para os jovens e os jogadores menos utilizados mostrarem o seu valor. As equipas técnicas não serão fixas, pelo que os clubes poderão apresentar, se assim o entenderem, treinadores diferentes ao longo do campeonato. Uma das excepções a esta regra é o F. C. Porto, que já escolheu técnico para a Liga Intercalar. Patrick Greveraars, treinador dos Juniores A, vai ter, assim, a oportunidade de orientar os dragões nesta nova competição e aplicar os seus métodos num escalão etário superior. Os locais dos jogos também já são conhecidos. Boavista, Trofense, Gondomar e Varzim são as equipas que vão actuar nos recintos habituais, enquanto as restantes formações vão pisar outros palcos. Aves Estádio Bernardino Gomes; Penafiel: Campo de treinos n.º 2; F. C. Porto: Centro de Estágio do Olival; Leixões: Complexo Desportivo da Bataria, em Leça da Palmeira; Braga: Estádio 1.º de Maio; Guimarães: relvado n.º 3 do Complexo da Unidade. De referir, ainda, que, ao contrário do que acontecia no antigo campeonato de reservas, esta competição não servirá para limpar cartões de outras provas.

Programa da primeira jornada
Braga-Guimarães; F. C. Porto-Trofense; Varzim-Gondomar; Boavista-Leixões Penafiel-Aves

Miguel Pataco e Susana Silva in JN

Agenda

24
Futebol
Trofense - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-11)
Campo AC Bougadense
09:00
-
24
Futebol
Candal - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-11)
Est. Candal
09:30
-
24
Futebol
FC Porto - Candal
Camp. Distrital (Sub-14)
CTFD PortoGaia
10:00
-
24
Futebol
Trofense - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-11)
Campo AC Bougadense
10:15
-
24
Futebol
FC Porto - Milheirós
Camp. Distrital (Sub-11)
Campo Leverense
11:30
-
24
Futebol
Progresso - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-13)
Campo SP Progresso
13:30
-
24
Futebol
Salgueiros - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-13)
Campo ATL Rio Tinto
15:00
-
24
Futebol
FC Porto - V. Guimarães
Camp. Nacional (Sub-19)
CTFD PortoGaia
15:00
-
24
Futebol
FC Porto - Gondim Maia
Camp. Distrital (Sub-13)
CTFD PortoGaia
15:00
-
25
Futebol
Feirense - Padroense
Camp. Nacional (Sub-16)
Campo CD Feirense
09:00
-
25
Futebol
FC Porto - Sanjoanense
Camp. Nacional (Sub-17)
CTFD PortoGaia
11:00
-
25
Futebol
FC Porto - Gondomar
Camp. Nacional (Sub-15)
CTFD PortoGaia
11:00
-
25
Futebol
Foz - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-14)
Campo Ervilha
11:00

in site oficial do FC PORTO

quinta-feira, novembro 22, 2007

Sub-18



Lista de convocados:

Boavista FC: Ivo Pinto e João Reis;

CD Candal: Jony;

CD Gouveia: João Pedro;

CF Estrela Amadora: João Coito, Ricardo Caetano e Vítor Pacheco;

CF "Os Belenenses": Alfredo Ribeiro e Tiago Almeida;

FC Porto: Figueiredo, Jorge Chula e Ruca;

GD Estoril Praia: Aragão;

Merelinense FC: José Manuel;

Real SC: Hugo Figueiredo

SC Braga: Edu;

SL Benfica: Abel Pereira, André Soares, João Pereira, Leo e David Simão;

Sporting CP: Diogo Amado, Diogo Viana, Michael e Pedro Mendes;

Vitória SC: Cristiano.

in site oficial da FPF

Chiming marca golo solitário



Rio Ave 0 - 1 F. C. Porto

O F. C. Porto ganhou, fora, ao Rio Ave, por 1-0, numa partida com alguma qualidade. Os dragões entraram com uma postura mais agressiva e desde cedo procuraram o golo, dispondo das melhores oportunidades. No entanto, o adversário demonstrou boa organização e dificultou a progressão no terreno dos azuis e brancos. Na segunda metade, o F. C. Porto aumentou mais a pressão, reforçou o meio-campo e ganhou mais folgor atacante, chegando ao golo, aos 72 m, por Chiming, após assistência de Miguel Galeão. O chinês teve nos pés o 2-0, mas rematou contra a defesa. Bertoluci também poderia ter empatado, mas rematou ao lado do poste. Boa arbitragem.


Susana Silva in JN

terça-feira, novembro 20, 2007

A "NOVA" Constituição













Reproduzi o excelente artigo de Jorge Maia, na edição de hoje do diário desportivo O JOGO.
No fim, lamentei-me não ter fotos que ilustrassem o texto, uma vez que "UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS".
Agora vi no site oficial do FC PORTO as imagens da "futura" Constituição.
São espectaculares, vai valer a pena...
Fotos do site oficial do FC PORTO

Guarda-redes Leo treinou com o plantel principal

O F.C. Porto realizou, esta terça-feira de manhã, no Olival, mais um treino de preparação para a 11ª jornada da Liga 2007/08, assinalado pela presença do júnior Leo, que se juntou a Helton e Ventura no trabalho específico de guarda-redes.

in site oficial do FC PORTO

A revisão da Constituição

"Depois do Estádio do Dragão, do Centro de Treinos PortoGaia e do Pavilhão Dragão Caixa, o FC Porto continua a política de construção e renovação de infra-estruras e, desta vez, o alvo é o mítico Campo da Constituição. O recinto, que serviu como sede do clube entre 1913 e 1952 altura em que foi substituído pelo Estádio das Antas, será alvo de uma profunda intervenção que tem como objectivo actualizá-lo e devolver-lhe a dignidade de outros tempos sem ferir a sua rica herança histórica, única no país.
O projecto, da autoria do arquitecto Ludjero Castro, será levado a cabo pela PortoEstádio, responsável pela construção do Estádio do Dragão, e deverá estar concluído em Agosto de 2008. A obra prevê a demolição dos actuais balneários e restantes edifícios de apoio existentes e sua substituição por dois edifícios novos. O primeiro, à face da Rua da Constituição, terá apenas um piso e vai albergar os serviços administrativos, de atendimento e de direcção numa das alas e uma loja comercial com acesso a partir da Rua da Constituição.
O segundo edifício terá três pisos. Os dois primeiros albergarão os balneários dos utentes, técnicos e árbitros, prevendo-se, ainda ao nível do piso 0, o controle, uma sala de reuniões e de imprensa e arrumos. O último piso possuirá um espaço destinado ao convívio dos utilizadores .
Os dois edifícios servirão de apoio aos dois novos campos de relva sintética, uma opção que leva em consideração a durabilidade do piso bem como a sua adequação aos escalões de formação que vão ocupar o espaço. Um dos campos, necessariamente o maior, terá as medidas exigidas pelo futebol de onze e outro para futebol de sete. Este último beneficiará ainda de uma cobertura suspensa em policarbonato de cristal.
A nova estrutura vai continuar a servir os escalões de formação do clube, mas também servirá de âncora ao projecto de Escolas de Futebol Dragon Force, parte do programa Visão 611 - que começou em 2006 e vai até 2011, que tem como objectivo tornar a formação a principal fonte de talentos."

JORGE MAIA in o JOGO

A casa do FC Porto durante quatro décadas

"Desde 1952, altura em que foi inaugurado o Estádio das Antas, o Campo da Constituição perdeu o seu papel como principal casa do FC Porto, mas nunca desapareceu da memória colectiva dos portistas, até pela localização privilegiada no coração da cidade do Porto. O recinto, que chegou a ser palco para uma vitória histórica sobre o Real Madrid por 5-0, serviu nas últimas décadas os escalões de formação do clube. E vai continuar a fazê-lo."

Jorge Maia in o JOGO

Visão 611 entra no próximo nível

"Antero Henrique, director geral de Futebol do FC Porto, não esconde o entusiasmo quando fala sobre o projecto Visão 611 para os escalões de formação do clube. Apoiado nos resultados conseguidos durante o primeiro ano de implementação do projecto - "conseguimos uma enorme dinâmica a nível da organização e a assimilação clara dos conceitos que lhe estão associados, o que nunca é fácil quando se trata de mudar mentalidades e comportamentos, e ainda juntámos a isso os títulos nacionais de Sub-19 e Sub-15", referiu - aquele responsável mostra-se optimista em relação aos próximos passos do projecto. Para esta temporada, os objectivos também já estão traçados, mantendo como meta final aproveitar o prestígio do FC Porto e a sua imagem de clube ganhador para o tornar também uma referência ao nível da formação, tornando esta na principal fonte de talento para a equipa principal.
Entre os objectivos traçados para a próxima temporada, a reabilitação do Campo da Constituição surge em plano de destaque, mas os responsáveis pelo projecto pretendem igualmente adquirir conhecimentos detalhados de outras escolas de formação com tradição a nível mundial, apostando igualmente numa nova abordagem ao treino, com a utilização de um modelo de jogo/treino transversal aos diversos escalões. Ainda entre os projectos a implementar, destaque para o plano de de-senvolvimento de potenciais jogadores de elite, atletas capazes de integrar a equipa principal e capazes de justificar um investimento excepcional ."

Jorge Maia in o JOGO

A importância da Intercalar

"O arranque da Liga Intercalar, projecto que reúne clubes das associações de Porto e Braga, vem preencher uma lacuna deixada em aberto pela extinção das equipas B. A nova competição ajudará a fazer a ponte entre a formação e o futebol profissional, servindo também para estimular jogadores com menos rodagem no plantel de Jesualdo Ferreira. Em teoria, o verdadeiro dois em um: completar a outro nível o trabalho dos escalões de formação e garantir ao plantel principal uma alternativa competitiva."

Jorge Maia in o JOGO

A força do Dragão alastra-se pelo País

"Descentralizar a marca FC Porto, expandindo-a geograficamente e tirando daí maior proveito financeiro, é um dos pontos nucleares do projecto "Dragon Force", dossiê que congrega múltiplos interesses e investimentos. A começar pela ideia de espalhar escolas de futebol pelo País, decalcadas, em regime de franchising, de um modelo que funcionará na Constituição. Ao exportar esse modelo para zonas estratégicas, os portistas pretendem não só garantir uma fonte de receita, mas estão também de olho noutro benefício paralelo: alargar a zona de prospecção de futuros talentos e de recrutamento de adeptos. Sendo parte incontornável, o projecto não se esgotará nessa dimensão futebolística. Há ainda um cariz didáctico que lhe está associado, traduzido na preocupação em juntar-lhe outras vertentes pedagógicas. Da geometria à matemática, passando pelo inglês e por uma ampla componente afectiva, conforme se percebe pela preocupação em incluir os pais nas actividades delineadas. Para além das escolas, há outras alíneas no projecto Dragon Force: o FC Porto ganhará rodas para chegar ao País inteiro, com alguns camiões - devidamente equipados com actividades, a história e produtos oficiais do clube - a percorrerem Portugal para a conquista de novos adeptos. Os campos de férias, combinando actividades desportivas e culturais, complementam a nova face do Dragão."

JORGE MAIA in o JOGO

segunda-feira, novembro 19, 2007

Formação:

Resultados deste fim-de-semana


Campeonato Distrital Iniciados – 1ª Divisão
Leixões SC 0 – FC Porto 4

Campeonato Distrital Iniciados – 2ª Divisão
FC Porto 8 – Ramaldense 0

Campeonato Distrital Infantis – 1ª Divisão
FC Porto 1 – Pasteleira 0

Campeonato Distrital Infantis – 2ª Divisão
Ermesinde 0 – FC Porto 7
FC Porto 11 – Progresso 0

Campeonato Distrital Escolas – Futebol 11
FC Porto 2 – Ramaldense 0

Campeonato Distrital Escolas – Série 1 (Futebol 7)
FC Porto 7 – Leixões 2

Campeonato Distrital Escolas – Série 2 (Futebol 7)
Trofense 0 – FC Porto 3

Campeonato Distrital Escolas – Série 4 (Futebol 7)
FC Porto 0 – Penafiel 3

in site oficial do FC PORTO

TREINOS DE FORMAÇÃO DA SELECÇÃO DE SUB/14



NOTA INFORMATIVA

Jogadores convocados para o treino da Selecção (Sub-14), tendo em vista o 22.º Torneio de Natal, a realizar de 21 a 22.Dezembro.2007.

F.C. PENAFIEL (4)
– Cristiano (GR), Capucho, Ari, Paulo Cardoso;
PAÇOS FERREIRA (1)
– Maia (gr);
F.C. PORTO (13)
– Vicente (GR); Jorge Miguel; Pedro Miguel; BrunoSilva; Gerson Sousa; Marcos Valente; Diogo Mota; Fábio Cunha; Carlitos, Bernardo Pessoa; Zé Miguel; Gonçalo Paciência, Luís Pedro
;
FREAMUNDE (1)
– Valter.
PASTELEIRA (9)
– João Pedro (GR); Pedro Paiva; Nini; Manuel Ferreira; João Pedro; Tiago Carvalho; Costa; Diogo; Pedro Rodrigues;
in site oficial da AFP

Sub-15



F. C. Porto 5 - 0 P. Ferreira

"Dragões isolados na segunda posição


OF. C. Porto desmarcou-se do Boavista no segundo lugar da Série B do Campeonato Nacional de Juniores C, após ter goleado o Paços de Ferreira (5-0) e ao aproveitar a igualdade a uma bola das panteras (terceiros) no terreno do Freamunde, em jogos da 11.ª jornada.


O F. C. Porto goleou o P. Ferreira, por 5-0, numa partida equilibrada apenas na primeira parte. Os dragões entratam bem e assumiram o controlo, criando várias ocasiões para abrir o activo, embora, a espaços, os pacenses também tenham levado perigo à baliza contrária. Aos 32 m, num canto, Tozé centrou para a área e o guarda-redes introduziu a bola na própria baliza. No reatamento, os azuis e brancos aumentaram a pressão no ataque e acabaram com a resistência visitante, chegando com naturalidade à goleada. Destaque para Tozé e Ribeiro que bisaram. Boa arbitragem.

Jogo no Centro de Estágio do Olival, em Gaia. Árbitro Ricardo Moreira (Porto).

F. C. Porto: Igor Rocha; Ruben, Tiago Ferreira, André Teixeira e Gil Santos (Figueiredo, 52); André Gomes, Fábio e Tozé; Ribeiro, Zé Pedro (Adérito, 59) e Alex. Treinador João Brandão.

P. Ferreira: Luís; Jaime, Joaquim, Zé Carlos e Neto; Rui Alves (Renato, 59), Pedro e Anselmo; Zé Miguel, Rafael e Miguel (Nuno Sousa, 55). Treinador Nino.

Ao intervalo 1-0. Marcadores Luís (32 pb), Tozé (39 e 47), Ribeiro (45 e 54)."

Susana Silva in JN

Sub-16



Académica 0 - 0 Padroense

"O empate entre Académica e Padroense reflecte o equilíbrio que se sentiu na partida, embora com duas partes distintas. No primeiro tempo, o jovens do Padroense foram sempre mais perigosos, dominando e criando mesmo oportunidades para se adiantarem no marcador. Contudo, na segunda parte o cenário foi completamente inverso, com a Briosa a assumir o comando do jogo. Os de Coimbra poderiam também ter marcado neste período, já que criaram boas ocasiões para isso. Apenas o zero no marcador não reflecte o realidade do jogo, pois o empate é justo, mas a ausência de golos não espelha o empenho das duas formações. Jogo no Centro de Estágio do Luso. Árbitro Luís Ramos (Viseu). Cartões amarelos: Nuno Silva (53) e Zé Francisco (80).

Académica: Guerra; Jacob, Nazaré, Flávio e Ricardo André (Sérgio, 40); Xico, Rudolfo e Grilo (Ronaldo, 57) e Nuno Silva; Zé Francisco e Luís Rodrigues. Treinador André Laje

Padroense: João; Xavi, Borges, Gabriel, Joel e Rosas; Telmo (Costa, 60), Marques, Rui (Abel, 66) e Filipe; Tiago (Flávio, 72). Treinador Joaquim Silva."

Américo Sarmento in JN

sábado, novembro 17, 2007

Sub-19



FC Porto 2 - 0 Boavista

Sub-17



M. Beira 0 - 4 FC Porto
O Moimenta da Beira perdeu com o F. C. Porto, por 4-0. Depois de uma primeira parte em que conseguiu 15 m de futebol de bom nível, embora com o F. C. Porto a mandar na partida, viria a sofrer três golos em 25 m. No segundo tempo, os visitantes apenas conseguiram marcar um golo, aos 44 m, pois os locais aguentaram a pressão, respondendo, a espaços, ao opositor. Boa arbitragem. Jogo no Estádio Eduardo Requeijo Alves, em Moimenta da Beira. Árbitro Fernando Matias (Coimbra). Cartões amarelos: Alex (53) e João Pedro (82).
Moimenta da Beira: Vasco; João, David, Carlos (Gonçalo, 20) e Fábio; Salgueiro (Lionel, 51), Mateus e Sílvio; Rui (Ricky, 78); Rafael e João Pedro. Treinador Rui Alves.
F. C. Porto: Tiago; David, Hugo, Novais e Anjo; Luís Paulo, Serginho e Dias; Pipo, Diogo (Sérgio Oliveira, 74) e Alex. Treinador José Guilherme.
Ao intervalo 0-3. Marcadores Luís Paulo (16), Filipe (30) e Alex (40 e 44).
António Pedro in JN

sexta-feira, novembro 16, 2007

Agenda

17
FC Porto - Ramaldense
Camp. Distrital (Sub-11)
CTFD PortoGaia
10:00
-
17
FC Porto - Leixões
Camp. Distrital (Sub-11)
Campo do Leverense
10:15
-
17
Trofense - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-11)
Campo do Bougadense
10:15
-
17
FC Porto - Penafiel
Camp. Distrital (Sub-11)
Campo do Lavrense
11:30
-
17
Ermesinde - FC Porto
Camp. Distrital (Sub-13)
Campo do Ermesinde
13:15
-
17
FC Porto - Progresso
Camp. Distrital (Sub-13)
CTFD PortoGaia
14:15
-
17
FC Porto - Boavista
Camp. Nacional (Sub-19)
CTFD PortoGaia
15:00
-
17
M. Beira - FC Porto
Camp. Nacional (Sub-17)
Campo Mun. Ed. Requeijo Alves
15:00
-
17
FC Porto - Pasteleira
Camp. Distrital (Sub-13)
CTFD PortoGaia
16:00
-
18
Académica - Padroense
Camp. Nacional (Sub-16)
Tocha
11:00
fonte: site oficial do FC PORTO

quinta-feira, novembro 15, 2007

Sub-16 - FC PORTO em MAIORIA




A Selecção Nacional Sub-16 vai efectuar um estágio nos próximos dias 20 e 21 de Novembro, no Estádio Nacional, preparando o duplo confronto com a Geórgia, de carácter particular, em Beja, no início de Dezembro.
O Treinador Nacional Edgar Borges convocou 26 jogadores para mais este estágio de preparação.

Lista de convocados:
ADR Pasteleira: Cavadas, João Paulo e Miguel Cid;
Naval 1º Maio: André Grou;
FC Porto: Amorim, Hugo Filipe, Rafael Sousa e Sérgio Oliveira;
Leixões SC: João Beirão;
Louletano DC: João Reis;
Padroense FC: Telmo Castanheira e Tiago Silva;
SC Freamunde: João Ribeiro e Pedro Batista;
SL Benfica: André Dias, José Graça, Ruben Pinto e Tiago Ribeiro;
Sporting CP: Afonso Taira, João Figueiredo, Miguel Serôdio, Peter Caraballo e Rui Coentrão;
UD Leiria: João Valente;
Vitória FC: Miguel Lourenço;
Vitória SC: João Amorim;
in site oficial da FPF

segunda-feira, novembro 12, 2007

Formação:



Resultados deste fim-de-semana


Campeonato Distrital Iniciados – 2ª Divisão
Salgueiros 0 – 3 FC Porto
Campeonato Distrital Infantis – 1ª Divisão
Coimbrões 1 – 6 FC Porto
Campeonato Distrital Infantis – 2ª Divisão
FC Porto 4 – 0 Folgosa
Campeonato Distrital Escolas – Futebol 11
Pedroso 0 – 13 FC Porto
Campeonato Distrital Escolas – Série 1 (Futebol 7)
Coimbrões 0 –14 FC Porto
Campeonato Distrital Escolas – Série 2 (Futebol 7)
FC Porto 2 – 1 FC Maia
Campeonato Distrital Escolas – Série 4 (Futebol 7)
Paredes 1 – 7 FC Porto


in site oficial do FC PORTO

Sub-15

Leixões 0 - 2 F. C. Porto

O F. C. Porto subiu à segunda posição da Série B do Campeonato Nacional de Juniores C.
"O F. C. Porto venceu o Leixões, por 2-0, numa partida bem disputada. Os locais entraram melhor e assumiram o controlo, mostrando mais agressividade no ataque, sendo exemplo disso o remate de Ricardo Ferreira (5 m). Os dragões só aos 10 m levaram perigo à área contrária, muito por culpa do adversário, que fechou bem os espaços, mas, aos poucos, foram equilibrando e os lances de perigo passaram a ser mais divididos. Aos 26m, após um ressalto na grande área, Alex desmarcou-se e, isolado, fez o primeiro golo. Em cima do intervalo, Ricardo Ferreira atirou ao lado. Na segunda metade o jogo foi mais discutido a meio-campo e os remates à baliza foram mais escassos. Mesmo assim, o F. C. Porto foi quem dispôs de mais oportunidades. Já em período de descontos, André Teixeira assistiu Catarino, que, numa jogada individual pela esquerda, entrou na área e rematou rasteiro para o 2-0. Mesmo em cima do apito final, Marcos desperdiçou um penálti a castigar falta sobre Ricardo Ferreira. Boa arbitragem.
Jogo no Complexo Desportivo de Matosinhos. Árbitro Pinto Miranda (Porto).
Leixões: Ricardo; Marcos, Torano, Tiago e Hugo; Torres, Kaka e Barbosa (Rui, 58); Hugo Guedes (Filipe, 44); Ricardo Ferreira e Avelino (Leandro, 35). Treinador Prof. Moutinho.
F. C. Porto: Igor Rocha; Ruben, Ângelo, André Teixeira e Gil Santos; Tozé, Catarino e Zé Pedro; Fábio, Vasco (André Gomes, 64) e Alex (Ribeiro, 45). Treinador João Brandão.
Ao intervalo 0-1. Marcadores Alex (26) e Catarino (70+1).
Susana Silva in JN

domingo, novembro 11, 2007

Torneio Manuel Quaresma

Selecção Sub-16 da Associação de Futebol do Porto (foto de strike)

AF Lisboa 1 - 0 AF PORTO
AF PORTO 3 - 0 AF Algarve
AF PORTO 4 - 2 AF Coimbra
AF PORTO 1 - 0 AF Braga (Disputa dos 3º e 4º lugares)
Parabéns pelo 3º lugar
informações de strike

sábado, novembro 10, 2007

Sub-19



Freamunde 2 - 2 FC PORTO

Locais com queixas do juiz

O Freamunde impôs um empate ao F. C. Porto. Os locais estiveram mais perto de vencer e bem se podem queixar do árbitro. Em três lances passíveis de penálti, o juiz da partida apenas assinalou um, a favor dos dragões, deixando passar um empurrão a Tiago Costa e uma mão na bola, no último minuto. Fruto do penálti, o F.C. Porto chegou à vantagem, mas, no minuto seguinte, Tiago Costa igualou. Na segunda parte, Elísio, com um grande golo, devolveu a vantagem aos portistas, mas Luís Pedro respondeu na mesma moeda, com outro grande tento. No final do jogo houve alguns desacatos.

Local Campo de treinos 2 do Comp. Desp. Freamunde

Árbitro Pedro Barbosa (Porto)

Freamunde:Treinador Carlos Martins

Fialho, Emanuel, Miguel, Tiago, Micael, João Pedro(Nélson, 68), Hugo, Pastel, Luís Pedro, Tiago Costa(Luís, 83), Valdinho(Xavier, 56)

FC PORTO:TreinadorPatrick Greveraars

Ruca, Válter (Ericton, 73), André Pinto, Tengarrinha, Maringá, André André, Marco Aurélio, Miguel Galeão(Graça, 50), Chiming, Joni, Elísio(Mohamed, 63)

Ao intervalo 1-1

Golos Marco Aurélio (37 gp), Tiago Costa (38), Elísio (48) e Luís Pedro (53)

Cartão amarelo Valdinho (16), Luís Pedro (16), Emanuel (31), Tiago (33), Maringá (40), Elísio (42), Tengarrinha (44), Valter (70), Nélson (74) e Xavier (87)

Cartão vermelho Tiago, João Pedro e Carlos Martins (todos após final do jogo)

Joaquim Jorge in JN

Torneio Manuel Quaresma










Fase Final

AF Lisboa 1 - 0 AF PORTO

AF Porto:1- Cavadas2- David Bruno3- Bruno Ferreira (Sub-Cap.)4- João Paulo6- Miguel Cid7- João Costa8- Henrique Voluntário10-Gradíssimo (Cap.)11-Nuno Batista15-Rosa17-Telmo Costa
Suplentes:12- Marco Mendes5- Luciano Couto9- João Beirão13- Pedro Batista14- Pedro Azevedo16- André Sousa18- João Ribeiro

A fonte destes dados é o Luso Football de André Figueiredo

quinta-feira, novembro 08, 2007

Agenda

dia 10 de Novembro
Pedroso - FC Porto Campeonato Distrital Escolas (Fut 11)
Campo C.D. Pedroso 10:00 -
Paredes - FC Porto Campeonato Distrital Escolas - Série 4
Campo Mun. Paredes 10:15 -
FC Porto - FC Maia Campeonato Distrital Escolas - Série 2
Campo do Leverense 11:00 -
Coimbrões - FC Porto Campeonato Distrital de Infantis
Campo do Coimbrões 15:00 -
FC Porto - Folgosa Campeonato Distrital de Infantis
CTFD Porto Gaia 15:00 -
Freamunde - FC Porto Campeonato Nacional (Juniores A)
Estádio do Freamunde 15:00 -
in site oficial do FC PORTO

Pele Challenge




Confraternização - Jogadores do São Paulo e do Porto posam para a foto antes do confronto entre os clubes

FCPORTO 0 - 3 S Paulo
FC PORTO 2 - 0 Sheffield United
FC PORTO 0 - 4 Manchester United
Esta foto foi muito "respeitosamente surripiada" do site oficial do SPFC, a cujos responsáveis agradeço e peço que me perdoem a ousadia.

quarta-feira, novembro 07, 2007

AFP

Foto de Strike




TORNEIO "MANUEL QUARESMA" SELECÇÃO DE SUB/16
Fase Final




S.C. SALGUEIROS (1)
– Pedro Nuno;
A. D. PASTELEIRA (6)
– Cavadas (GR), João Paulo, Batista, Bruno Valente, Miguel e Couto;
F. C. PORTO (1)
David Bruno;
PADROENSE F.C. (4)
Costa, Gradíssimo, Voluntário, Telmo;
LEIXÕES S.C. (2)
– Serrão, João Beirão;
F.C. PENAFIEL (1)
– Rosa;
S.C. FREAMUNDE (3)
- Marco (GR), Batista, e João Ribeiro.
in site oficial da AFP

Robson apoia redução de estrangeiros




EX-TÉCNICO DE SPORTING E FC PORTO PREGA APOSTA NOS JOVENS



Bobby Robson, antigo técnico do Sporting e do FC Porto e ainda ex-seleccionador inglês, juntou o seu nome à lista dos que defendem uma limitação no número de jogadores estrangeiros nas equipas da Premier League inglesa. "Não sei se a FIFA vai vencer a batalha para implementar este limite de cinco estrangeiros [por clube], mas é uma batalha que vale a pena ser combatida", afirmou o longevo técnico ao site http://www.fanbanta.com/.
Segundo Bobby Robson, o excesso de futebolistas não-ingleses é nefasto para os jovens e, em última instância, para a selecção nacional. "Precisamos deixar a porta aberta para que mais jogadores ingleses actuem na Premiership. É necessário que as nossas academias, que existem em todos os clubes, funcionem melhor. Temos de formar melhores jovens futebolistas, melhores treinadores, ter boas infra-estruturas, maximizar o nosso tempo e produzir bons jogadores nacionais nos próximos anos", frisou.
Data: Quarta-feira, 7 Novembro de 2007 - 19:54
in o Record

Descubra as diferenças

terça-feira, novembro 06, 2007

Sub-19





Sub-19 fazem pleno

Já com o apuramento para a Ronda de Elite garantido, os Sub-19 lusos apresentaram-se na última jornada do I mini-torneio de apuramento para o Europeu com a mesma vontade de vencer. Os pupilos de Agostinho Oliveira voltaram a mandar no jogo da Póvoa de Varzim, diante da República da Irlanda, e somaram a terceira vitória em outros tantos jogos no I mini-torneio de apuramento para o Campeonato da Europa.
A ‘equipa das quinas’ entrou melhor e aos 21 minutos já vencia por 2-0. Adrien Silva e André Carvalhas marcaram os golos. Os irlandeses reduziram aos 29 minutos selando o resultado da partida.


Portugal controlou a primeira parte e marcou dois golos


Os primeiros minutos de jogo foram marcados por domínio luso e aos 12 minutos, num dos remates mais perigosos até então Adrien Silva rematou forte para defesa incompleta do guarda-redes contrário, mas volvido apenas um minuto, em novo remate da zona central, desta vez mais colocado, abriu a contagem no Municipal de Póvoa de Varzim.
Aos 21 minutos André Carvalhas ampliou a vantagem para 2-0. Carlos Pita cruzou da esquerda, Rabiola, na área, assiste de cabeça André Carvalhas que rematou rasteiro para o fundo da baliza dos irlandeses.
A equipa comandada por Sean McCaffrey demonstrava fragilidades defensivas e os jogadores portugueses foram aproveitando para continuar a criar perigo, mas foram os irlandeses que conseguiram reduzir. Aos 29 minutos, Donald McDermott, que contou com um erro de Anthony Lopes que viu a bola fugir-lhe entre as mãos, reduziu a desvantagem num remate de fora da área.
Após o golo de McDermott, os irlandeses conseguiram equilibrar a partida e Portugal acabou por tornar-se menos ofensivo.
Até ao final do primeiro tempo destacam-se dois remates de Adrien Silva. Aos 36 minutos, o capitão de equipa luso obrigou o guardião adversário a efectuar uma excelente defesa para canto após mais um potente disparo de fora da área, e, aos 45 minutos, na cobrança de um livre, rematou, de longe, contra a junção do poste com a barra da baliza irlandesa.

Segunda parte de maior equilíbrio


A segunda parte ficou marcada por maior equilíbrio. A equipa Nacional não conseguiu criar tantas oportunidades, mas continuaram a pertencer-lhe as melhores ocasiões. Jaló (por duas vezes) e Wilson tiveram na parte final boas oportunidades, mas a bola teimou em não entrar.
Portugal jogava melhor, mas os irlandeses muito perto do final ainda dispuseram de boa oportunidade, na área lusa, para empatar.
A segunda metade ficou também marcada por alguma agressividade que esteve na origem da expulsão de um jogador irlandês aos 80 minutos.

Conseguimos o objectivo máximo


No final da partida, Agostinho Oliveira mostrou satisfação por mais uma vitória. “Conseguimos o máximo dos objectivos que podíamos alcançar. O objectivo era sermos apurados e ontem, depois de sabermos os resultados do grupo da Eslováquia e do Chipre, já tínhamos conhecimento que estávamos apurados. O nosso grande objectivo passou a ser somarmos nove pontos para fugir, no sorteio, às equipas teoricamente mais fortes”, referiu o Seleccionador Nacional de Juniores que lembrou que “a Espanha irá ser sorteada no pote 2, pelo que dizer que apanharemos os adversários mais fracos será apenas no plano teórico.”

“Conseguimos o pleno – o apuramento e o maior número de pontos”, resumiu.


Em relação ao jogo de hoje, Agostinho Oliveira considerou que estes jogos perante a República da Irlanda são sempre muito disputados. “Vencemos os três jogos que disputámos diante deste adversário mas houve questões de pormenor que poderiam ter dado aos jogos uma história diferente. Tivemos alguma quebra anímica após o golo deles e ficámos sem capacidade para preencher o campo na sua totalidade e criámos algumas brechas. Depois reequilibrámo-nos e com a entrada de jogadores mais frescos conseguimos acabar por cima”, analisou.
Em relação à próxima fase de qualificação – a Ronda de Elite –, Agostinho Oliveira não falou muito até porque ainda constituem uma incógnita as equipas vão calhar a Portugal como adversários. “Sabemos apenas que não vamos defrontar as equipas que fizeram mais pontos nesta fase e a Bielorrússia que se apurou no nosso grupo”, concluiu.

Bielorrússia também carimba passaporte para a Ronda de Elite


No outro jogo que opôs a Bielorrússia a Andorra, em Padrão da Légua (no Estádio do Padroense FC), os bielorrussos superiorizaram-se e golearam Andorra, por 5-1, somando 6 pontos e conquistando assim um lugar na Ronda Elite.

FICHA DE JOGO


I Mini-Torneio de apuramento para o campeonato da Europa 2007/08 3ª JornadaEstádio Municipal da Póvoa de Varzim
Árbitro: Fredy Frautrel (França)


Assistentes: Cyril Gringore (França) e Dalibor Conjar (Sérvia)


4º Árbitro: Ante Simunovic (Croácia)
PORTUGAL 2–1 REPÚBLICA DA IRLANDA (2-1, ao intervalo)
Portugal: [12] Anthony Lopes (Olympique Lyonnais); [2] Válter Fernandes (FC Porto), [4] Miguel Vítor (SL Benfica), [3] André Pinto (FC Porto) e [15] Carlos Pita (CD Nacional); [8] Stélvio Cruz (SC Braga), [10] Romeu Ribeiro (SL Benfica), depois (65’) [18] Tengarrinha FC Porto) e [6] Adrien Silva (Sporting CP) – CAP; [11] Marco Matias (Sporting CP), depois (45’) [16] Wilson (Sporting CP), [7] André Carvalhas (SL Benfica) e [9] Rabiola (Vitória SC de Guimarães), depois (70’)[14] Jaló (CF Estrela da Amadora).
Suplentes não utilizados: [1] Ricardo Neves (Boavista FC), [13] André Santos (Sporting CP), [5] Rui Figueiredo (Sporting CP), [15] Carlos Pita (CD Nacional) e [17] Diogo Rosado (Sporting CP).
Treinador Nacional: Agostinho Oliveira
Golos: Adrien Silva (13’) e André Carvalhas (21’).


Disciplina: Cartões amarelos a Adrien Silva (32’), Rabiola (39’), André Carvalhas (71’) e André Pinto (78’).
República da Irlanda: [1] Shane Redmond (Nottingham Forest); [2] Brendan Moloney (Nottingham Forest), [5] Garry Breen (Manchester City), depois (77’) [12] Noel Haverty (St. Patricks Athletic), [4] Shane Lowry (Aston Villa) e [15] Ian Birmingham (UCD); [17] Michael Daly (Manchester City), [8] Harry Arter (Charlton Athletic) e [6] Locan Fitzgerald (West Ham United); [18] David Hutton (Tottenham Hotspur), [11] Donald McDermott (Manchester City) e [3] Daniel Earls (Aston Villa), depois (13’) [10] Paul Cahillane (Celtic Glasgow), depois (85’) [14] Ian Daly (Manchester City).
Suplentes não utilizados: [16] James McKeown (Peterborough United), [9] Christopher Fagan (Manchester United) e [19] Emeka Onwubiko (Bray Wanderers).
Treinador: Sean McCaffrey
Golos: Donald McDermott (29’). Disciplina: Cartões amarelos a Shane Lowry (51’), Garry Breen (72’), Paul Cahillane (76’) e Locan Fitzgerald (90’). Vermelho directo a Harry Arter (80’).


in site oficial da FPF

segunda-feira, novembro 05, 2007

Resultados deste fim-de-semana



Sub 14
Campeonato Distrital Iniciados - 2ª Divisão

F.C. Porto 9 – Leça 0
Sub 13
Campeonato Distrital Infantis – 1ª Divisão

F.C. Porto 5 – Perosinho 0
Campeonato Distrital Infantis – 2ª Divisão – Série 02

FC Foz 0 - F.C. Porto 5

Sub 11
Campeonato Distrital Escolas (Fut. 7)

Série 1: F.C. Porto 8 – Paços de Ferreira 2

Série 2: Salgueiros 0 – F.C. Porto 21

Série 4: F.C. Porto 10 – Paços de Ferreira 0

Sub-17


FC PORTO 0 - 0 Leixões
"F. C. Porto não aproveita deslize da Naval
OF. C. Porto não soube tirar proveito da derrota da Naval na décima jornada do Campeonato Nacional de Juniores B, não conseguindo mais do que um empate sem golos frente ao Leixões, somando a segunda igualdade na prova. Apesar do deslize os dragões, líderes isolados da Série B sem derrotas, passaram a dispor de uma vantagem de dois pontos sofre os figueirenses, que perderam, em casa, com o Boavista, por 3-1.
F. C. Porto e Leixões empataram sem golos, um bom jogo de futebol. Depois de ter feito descansar os titulares na última jornada, António Pedro apresentou-se com a equipa principal frente aos azuis e brancos que sofreram três mexidas em relação ao "onze" que enfrentou as panteras - entradas de David e Anjo para as laterais, e de Dias para o meio-campo -, e no início do jogo notou-se algum desacerto no sector mais recuado, aspecto que foi sendo corrigido com o decorrer do tempo. Aos 4m, um canto de Amorim causou o primeiro calafrio, mas a bola foi aliviada pela defensiva leixonense. Na resposta, Pedro, no seguimento de um canto de Ricardo Valente, obrigou Rafael a esticar-se. Quatro minutos depois foi a vez de Caetano rematar a rasar o poste. Aos 17 m, Fábio Loureiro chutou por cima da barra e, cinco minutos depois, foi Ricardo Valente, de canto, a obrigar Rafael a defesa para a frente. Aos 34 m, Cardoso, isolado, desperdiçou a melhor ocasião da primeira parte, após desmarcação de David, não conseguindo desfeitear Sérgio. No minuto seguinte, Pipo foi derrubado na grande área pelo guardião matosinhense, mas o árbitro nada assinalou. Já na compensação, o mesmo Pipo atirou ao lado, após assistência de Claro junto à linha. Na segunda metade, as entradas de Sérgio Oliveira e Alex vieram dar outro fulgor ao ataque portista. As oportunidades continuaram a surgir para os dois conjuntos, embora com maior ascendente atacante dos dragões, que foram quem mais procurou o golo e esteve mais perto de o concretizar. Claro e Caetano dominaram as investidas azuis e brancas na área contrária, com os remates a levarem algum perigo. Do lado leixonense, Ricardo Valente era o jogador mais esclarecido, tendo desperdiçado uma boa ocasião, aos 50m, valendo o corte de Anjo. Seis minutos depois, foi Pipo a não aproveitar a baliza aberta. Aos 79 m, Fábio Loureiro desmarcou-se pelo lado direito, entrou na área e rematou cruzado, com a bola a passar em frente à baliza saindo pela linha lateral. Mesmo em cima do apito final, Caetano, o melhor em campo, teve nos pés uma excelente oportunidade, mas Sérgio defendeu para canto. Arbitragem razoável.
Jogo no Centro de Estágio do Olival, em Gaia. Árbitro Eduardo Cardoso (Porto). Cartão amarelo: Pedro (37), Alex, 48), Caetano (60) e Renato (76).
F. C. Porto: Rafael; David, Ramon, Hugo e Anjo; Dias (Sérgio Oliveira, 41), Cardoso (Alex, 41) e Amorim; Filipe, Caetano e Claro. Treinador José Guilherme.
Leixões: Sérgio; Pedro (Tiago Carvalho, 64), Torrão, Ricardo Correia e Renato; Alves, Stephwe e Ricardo Ferreira (Ivo, 63); Fábio Loureiro (Emanuel, 80), Moura e Ricardo Valente. Treinador António Pedro."
Susana Silva in JN

O Comentário de afs

Podiam estar o dia todo que não marcavam ...

FC Porto 0 – Leixões 0

O FC Porto promoveu algumas alterações no onze inicial com especial incidência na sua defesa.

GR – Rafa
Defesa – David, Ramon, Hugo e Anjo
Meio campo – Dias, Amorim e Claro
Avançados – Cardoso, Filipe e Caetano.

1ª parte: os locais iniciaram a partida no seu habitual 4x3x3, tentando impor o seu futebol de pé para pé, mas foram encontrando pela frente uma equipa muito bem organizada e com uma excelente atitude perante o jogo. A intensidade na disputa de cada bola dificultou imenso os processos de construção dos da casa.
Apesar do domínio de jogo pertencerem aos da casa, os forasteiros foram sempre muito perigosos nas transições. Apesar disso, os portistas estiveram sempre muito mais perto do golo que os matosinhenses.
Sensivelmente a meio da 1ª parte, o FC Porto muda o seu esquema táctico, passando para um 4x1x3x2, com Dias a pivot defensivo, uma linha de 3 homens (da direita para a esq.) com Amorim, Cardoso e Claro e na frente Filipe e Caetano. Mas tal alteração não produziu grandes melhorias, mantendo-se o sinal mais dos visitados mas sem conseguir grandes oportunidades de golo. Os processos ofensivos continuavam a revelar problemas, pois a bola não fluía como habitualmente, devido a alguma inépcia própria e também a algum mérito do adversário.

2ª parte: ao intervalo o Dias cede o lugar ao Sérgio Oliveira e o Cardoso ao Alex. Nos primeiros 10 minutos a equipa do Leixões apareceu surpreendente a pressionar e a jogar no meio campo portista. Dada a intensidade que o adversário colocou em jogo era expectável que houvesse uma quebra fisica a meio a 2ª parte, mas tal demorou a acontecer. Com o decorrer do tempo a supremacia dos locais foi-se acentuando, maior pressão do meio campo, alguma quebra fisica dos contrários e as subidas de rendimento de Sergio e Alex vieram permitir que até ao final do jogo, em especial nos últimos 15 minutos, se acumulassem cerca de uma dezena de jogadas de perigo eminente junto à pequena área dos leixonenses. Ora porque o último passe não saía, ora porque o remate final embatia sempre em alguém, ora por azelhice o que é certo é que o nulo se manteve até ao final, tendo o Leixões nesta segunda metade importunado muito menos o Rafa do que o fizera na primeira parte. O FC Porto fez mais que o suficiente para ter vencido pela margem minima.

O nulo castiga alguma falta de fluidez na construção de jogo e de eficácia na finalização dos da casa e premeia a excelente atitude e organização do Leixões.

Do Leixões ficou-me na retina o nº11 e o nº9, velozes, trabalhadores e personalizados com a bola no pé.

Positivo
1) Atitude na segunda parte. A equipa nunca baixou os braços apesar das coisas não estarem a sair bem.
2) Quantidade de jogadas de perigo imenente criadas.

Negativo
1) alguma intranquilidade defensiva nas bolas paradas.
2) menor dinâmica que o habitual nas transições ofensivas.
3) falta de eficácia na concretização.

Análise Individual

Rafa - sempre que chamado a intervir esteve seguro e concentrado como habitualmente. (3)

David – trabalhou muito. Errou alguns passes e perdeu algumas bolas, mas nunca se intimidou e abordou todos os lances de peito aberto. Participou muito no processo ofensivo em especial no 2º tempo. Globalmente fez um jogo positivo. (3)

Hugo – fez um bom jogo. Muito atento e concentrado, ganhou quase sempre as bolas aéreas e destacou-se no 2º tempo quando teve que jogar muitas vezes no um para um com o adversário onde raramente perdeu um lance. Excelente tempo de entrada à bola. (3+)

Ramon – menos vistoso que o seu parceiro, e embora uns furos abaixo não deixou de fazer um jogo positivo. Sentiu algumas dificuldades perante a velocidade dos adversários mas ganhou muito mais lances do que perdeu. (3)

Anjo – boa surpresa. Muito bem a defender e muito bem nos passes. Raramente colocou a bola nos pés dos adversário. Na parte final do jogo acusou um pouco a falta de ritmo. Deve participar mais nos processos ofensivos da equipa. (3)

Dias – não entrou muito esclarecido no jogo. Perdeu alguns lances no inicio da partida, mas à medida que os minutos foram passando foi subindo de produção. O seu físico ajudou a recuperar muitas bolas divididas. (2+)

Amorim – não teve inspirado. Correu, lutou, ganhou alguns duelos individuais perdeu outros, mas não esteve particularmente eficaz nos momentos das grandes decisões. Procurou remar contra a maré mas hoje não era o seu dia. Perdeu um número anormal de bolas. (2+)

Claro – jogador exímio nas transições rápidas. Foi dos que mais merecia ter marcado um golo. Rápido, dinâmico e tacticamente muito rigoroso. (3)

Cardoso – Parece estar a passar uma fase de alguma “desmotivação”. O seu futebol perde eficácia quando amarrado a uma das alas, mas nem quando jogou na posição 10 conseguiu aparecer mais em jogo. (2)

Filipe – não sei o que se passa com este miúdo. Há um Filipe antes de jogar pelos juniores e um Filipe para pior após jogar pelos juniores. Sempre foi um jogador intermitente, mas quando aparecia normalmente era para resolver. Nem nas triangulações, um dos seus pontos fortes, conseguiu estar bem. (2)

Caetano – menos decisivo que o habitual. Pareceu acusar alguma fadiga, pois a sua capacidade de explosão não conseguiu fazer os habituais estragos. Teve entrega ao jogo, assumiu o jogo como só os grandes jogadores sabem fazer, foi muitas vezes lançado em profundidade quer pela esquerda, quer pela direita, criou algumas jogadas de pânico na defesa contrária mas sem resultados práticos. (3)

Sergio Oliveira – entrou ao intervalo e o jogo da equipa ganhou outra dimensão. Demorou um pouco a sincronizar-se com a equipa, mas depois de o fazer jogou e fez jogar. É um 2 em 1, é um "carregar de piano", mas com bons pés e boa visão de jogo. (3)

Alex – não entrou bem, mas rapidamente acertou o passo e foi subindo de produção com o passar dos minutos, acabando por ser responsável por grande parte dos desequilíbrios na parte final do desafio. Não percebo porque tem jogado tão pouco. (3)

Serginho – entrou para o lugar do Filipe, mas nunca conseguiu fazer uso da sua velocidade. (1)

MVP – Hugo, pela regularidade ao longo do jogo.

afs

Sub-15


FC PORTO 2 - 2 Boavista
Este empate acaba por ser o resultado mais justo, por tudo que ambas as equipas produziram ao longo dos 70m. O Boavista cedo deu a entender que queria pontuar, colocando-se na situação de vencedor, logo aos 8m, por intermédio de Mário. O F. C. Porto sentiu muito o golo e a reação não foi a melhor. Lupeta teve duas excelentes ocasiões para marcar, mas o descernimento não foi o melhor. Previa-se um F. C. Porto mais pressionante, na segunda parte, à procura do golo. Tento que veio acontecer aos 45 m, por Fábio, que tinha entrado momentos antes. A partir daqui, o encontro ganhou outra emoção. André Teixeira, de penálti deu a reviravolta no resultado. Parecia que a vitória estava consumada, mas no final, também de penálti Rochinha estabeleceu a igualdade. Arbitragem bem dirigida pelo portuense Hugo Pacheco.
Jogo no Complexo Desportivo do Olival. Árbitro Hugo Pacheco (Porto). Cartão amarelo: Cláudio (43) , Gil (66) e Tiago Ferreira (68).
F. C. Porto: Igor; Zé Pedro, Tiago Fereira, André Teixeira e Gil; Tozé, Catarino (Gomes, 66), Júlio (Ruben, 36) e Lupeta; Vasco (Fábio (44) e Alex. Treinador João Brandão.
Boavista: Borges; Cláudio, Hugo (Ricardo Gil, 56), Igo Lins e Tito; Rochinha, Mário, Andrade (Luis Miguel (59) e Flávio; Sardinha e Sérgio. Treinador Manuel Branco.Ao intervalo 0-1. Marcadores Mário (8), Fábio (45), André Teixeira (55 gp) e Rochinha (70 gp).
Belmiro Barbosa in JN

domingo, novembro 04, 2007

Sub-16


PADROENSE 3 - 0 Sporting de Espinho

" ABRAM ALAS PARA TELMO
Dois golos e ainda fez a assistência para o terceiro. Chama-se Telmo, joga com o número 7 e vai dar cartas. Foi um grande jogo dos matosinhenses, que venceram com toda a justiça, mas nos olhos fica aquele «loirinho»…
Numa manhã de muito sol, o sintético do Padroense foi palco de um dos jogos da 10.ª jornada do Nacional de juvenis. E que bons momentos de futebol se assistiram. Alguns, nem os clubes de topo são capazes de proporcionar. Duas equipas com qualidades distintas e ambições diferentes, mas ambas com grande entrega ao jogo. O Espinho sempre mais defensivo, enquanto o Padroense só tinha um sentido: a baliza defendida por Cris. Curiosamente, foi o conjunto adversário que esteve mais perto de inaugurar o marcador, logo nos minutos iniciais, por intermédio de Vieira, mas o remate, na passada, após um cruzamento, saiu ao lado da baliza de João. Na resposta foi a vez de Marques quase surpreender com um chapéu. O domínio dos matosinhenses foi subindo à passagem dos minutos e aos 23, Telmo abriu o activo. E se até aí os espinhenses tinham tentado contrariar ao máximo o ascendente dos visitados, a verdade é que perderam a força por completo. Os espaços aumentaram e os pupilos de Joaquim Silva foram agradecendo. Trocavam a bola a todo o terreno e de forma sempre segura. Chegavam com facilidade à área adversária e por pouco não dilataram a vantagem antes do intervalo. Do primeiro tempo, houve apenas a registar um dado importante do Espinho, na marcação de um livre indirecto à entrada da área. Mas a bola saiu ao lado. No reatamento da partida, os forasteiros quiserem mostrar que estavam determinados em chegar ao empate, mas Telmo estava em manhã inspirada e «matou» qualquer esperança, ao responder, de cabeça, de forma exemplar a um cruzamento de Gradíssimo. Foi o golpe final. O Espinho acabou para o encontro. O técnico Bruno Tavares ainda tentou mexer na equipa para refrescar e dar novo ânimo, mas de pouco valeu. À passagem do minuto 67 foi a vez de Costa, recém-entrado na partida, sentenciar o encontro. Uma magnífica abertura de Telmo, que o número 18 deu o melhor fim, depois de sentar o guarda-redes e aguentar a pressão de um adversário.
Uma vitória incontestável do Padroense, em que se destaca, sem dúvida o colectivo, mas, acima de tudo, o «loirinho» de Matosinhos, que foi a figura do jogo
Padroense: João; Xavi, Borges, Gabriel e Joel; Rosas, Marques e Rui (Flávio, 51); Telmo, Gradíssimo (Voluntário, 66) e Tiago (Costa, 51). Treinador: Joaquim Silva.
Espinho:Cris; Sérgio, Lemos, Cláudio e Fábio; Marco (Passos, 45), Loureiro, Diogo (Wilson) e Leo (Rafael, 55); Vieira e Pedro. Treinador: Bruno Tavares.
Ábitros: Luís Ferreira, José Silva e Carlos Macedo, da AF Braga.
Jogo disputado no campo sintético do Padroense, em Matosinhos. Ao intervalo: 1-0. Marcadores: Telmo (23 e 43) e Costa (67). Cartões amarelos: Lemos (10), Loureiro (50) e Fábio (78). "